Hidratação da pele

Hidratação da pele: perguntas e respostas

A água é fundamental para o bom funcionamento do organismo. Para uma pele bonita e saudável, deve-se ingerir, pelo menos, 2 litros de água por dia. Se a pele estiver ressecada, é sinal que o corpo pede água. Mas outros fatores podem contribuir para o ressecamento da pele, como vento, poeira, sol em excesso, calor ou ar seco. Assim, além de beber bastante água, para evitar o ressecamento da pele é preciso usar pouco sabonete, evitar água muito quente e usar cremes hidratantes adequados.
A pele normal possui um percentual de hidratação necessário para que ela possa exercer suas funções adequadamente. Vários fatores podem influir neste percentual, deixando a pele ressecada.

O que pode provocar o ressecamento da pele?

São vários os fatores responsáveis:
– Fatores climáticos, como o vento, o sol, frio intenso e o ar seco, favorecem a evaporação da água através da pele, diminuindo o seu grau de hidratação.
– Substâncias químicas, como sabões e detergentes, eliminam a gordura da pele, afetando o manto lipídico que ajuda a reter a umidade natural da pele, deixando-a desprotegida e favorecendo a desidratação.
– Com o processo de envelhecimento, o teor de água da pele diminui. Por isso, é comum que pessoas idosas apresentem a pele mais seca.
– Algumas doenças como dermatite atópica, psoríase e ictiose provocam alterações na pele que modificam sua hidratação natural.
– As alterações provocadas pelo excesso de sol na pele, o fotoenvelhecimento, também favorecem a sua desidratação.

Quais os problemas de uma pele desidratada?

A pele desidratada pode ter sua função de proteção comprometida, além de ganhar aspecto opaco, áspero, sem elasticidade e com tendência à descamação. A pele ressecada é mais frágil e sujeita a irritações e infecções por bactérias e fungos.

Que cuidados podem evitar o ressecamento da pele?

Para evitar o ressecamento, é importante:
– Ingerir líquidos, aproximadamente 2 litros por dia.
– Proteger a pele das agressões externas, evitando o sol em excesso e sem proteção solar.
– Nas áreas de pouca oleosidade, não devem ser utilizados sabonetes em demasia, bucha e água muito quente, para não diminuir ainda mais o manto lipídico.
– Se houver necessidade de tomar mais de um banho por dia, os sabonetes devem ser usados no corpo todo apenas em um dos banhos. Nos outros, usar apenas nos locais de dobras de pele (virilha, axilas etc.) ou de maior oleosidade.
– Evitar produtos que contenham álcool em sua fórmula, pois também podem ressecar a pele.
– Utilizar hidratantes logo após o banho, nas áreas que apresentem sinais de ressecamento.

Por que a pele fica mais ressecada no inverno?

No inverno, há uma diminuição da sudorese (transpiração) e uma menor umidade do ar, levando a uma menor hidratação natural da pele. Além disso, nesta época, é comum se tomar banhos mais quentes, que retiram a oleosidade natural de forma mais intensa, diminuindo o manto lipídico que retém a umidade da pele.

Qual o melhor hidratante?

O hidratante adequado vai depender das características da pele de cada pessoa. O profissional mais habilitado para avaliar o tipo de pele e os produtos mais indicados para ela é o médico dermatologista.